Tel: +55(24) 2271-1124  |  Email: folha@folhapopular.net.br




Parceiros



Nascimento toma posse como presidente do TCE-RJ

Autoria: Redação  |  Fotos: Divulgação

Diversas autoridades participaram telepresencialmente

Com a presença de autoridades dos três poderes, incluindo o governador do Estado e o presidente da Assembleia Legislativa, o conselheiro Rodrigo M. do Nascimento tomou posse como presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) para o biênio 2021-2022, nesta quarta-feira (06). Na Sessão Solene de Posse, realizada de forma telepresencial, a conselheira Marianna Montebello Willeman foi empossada como vice-presidente e corregedora-geral para o mesmo período.
A solenidade contou com a presença dos cinco membros do Corpo Deliberativo da Corte de Contas. No plenário do Tribunal foram observados todos os cuidados preconizados pelas autoridades sanitárias, em virtude das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus. Autoridades convidadas participaram de forma remota. A Sessão Solene foi transmitida ao vivo pelo canal do TCE-RJ no YouTube.
O conselheiro Rodrigo M. do Nascimento enfatizou, em seu discurso, as quatro diretrizes que pontuarão a sua gestão. O presidente detalhou a ênfase na fiscalização, por meio de auditorias governamentais; o aumento da efetividade das decisões condenatórias em débito e multa; o diálogo permanente com a sociedade e demais instituições; e a valorização do servidor com a ampliação dos investimentos em capacitação e desenvolvimento de um ambiente participativo.
“Meu propósito, como presidente desta Corte, é dar continuidade aos esforços institucionais permanentes de olhar o futuro e promover as mudanças estratégicas e operacionais necessárias à modernização da gestão do Tribunal e dos procedimentos de controle externo, de forma que o TCE se destaque, cada vez mais, como instituição que promove o aprimoramento da gestão pública, a aplicação da transparência e o controle social”, discursou o presidente, que citou ainda sua primeira medida, a Resolução nº 363/2020. A proposta visa a otimização da estrutura organizacional e a instituição da Comissão de Supervisão Geral, órgão formado pelos três secretários-gerais, todos servidores efetivos da Casa.

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .

Voltar ao topo